Entrevista à revista da APCMC sobre a política ambiental da Sanitop

A Sanitop integra uma grande e diversificada equipa, orientada para as diferentes necessidades profissionais nas seguintes áreas: Sistemas para instalação “Sanitop Sistemas”; Aquecimento, energia solar e ar condicionado “Sanitop Climatização”; e Equipamentos sanitários/decorativos “Sanitop Collection”. Johan Stevens, director geral da Sanitop em entrevista à revista “Materiais de Construção”, fala das questões ambientais adoptadas pela empresa.


QUAL A POLÍTICA DA EMPRESA RELATIVAMENTE À CONSERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE?

A Sanitop assume nos seus valores como empresa a responsabilidade social e ambiental. E não se trata apenas de boas intenções. Desde há muito que nos preocupamos com a triagem dos resíduos que produzimos e os entregamos a operadores licenciados. Gerimos a reutilização de paletes e caixas de cartão. Reutilizamos papel impresso. Realizamos campanhas de sensibilização internas para reduzir o consumo de água de energia e de papel. Estamos a estudar a viabilidade da optimização do impacto ambiental da nossa frota automóvel.

Isto no plano da própria organização interna. Todas estas acções vão ser integradas na certificação de responsabilidade social a que estamos a candidatar-nos este ano. Mas esta politica preocupada com o ambiente também tem expressão na oferta de produtos e soluções que a empresa apresenta ao mercado. A Sanitop como líder no sector tem consciência da contribuição que lhe cabe no combate às alterações climáticas e na defesa do ambiente.

CONSIDERA QUE O CONSUMIDOR É HOJE EM DIA MAIS SENSÍVEL A ESTA TEMÁTICA? DE QUE FORMA?

É óbvio que sim. Cada vez é maior o número de pessoas que tem consciência das repercussões ambientais nas escolhas de consumo que realizam. Acaba por ser um dado muito valorizado no momento da decisão. E esta é uma excelente tendência de consumo que veio para ficar.

QUE TIPO DE PRODUTOS COMERCIALIZAM QUE RESPEITEM O MEIO AMBIENTE?

A Sanitop actua em três áreas de produtos: climatização, sistemas sanitários e equipamentos sanitários c/ componente decorativa. Em todas elas aprofundamos a gama com opções amigas do ambiente e fazemos um trabalho de formação junto dos nossos colaboradores e clientes profissionais para expandir essas escolhas.

Na climatização, com sistemas solares, bombas de calor, caldeiras de biomassa, de alto rendimento e baixa libertação de dióxido de carbono, etc. Aqui importa baixar a emissão de CO2 e reduzir também o consumo de recursos energéticos fósseis, sem perder de vista o conforto das pessoas. Em sistemas sanitários, com soluções de separação de gorduras ou de hidrocarbonetos, entre outras.

Em equipamentos sanitários, com múltiplas soluções para economizar água, que passam pela tecnologia e pelo design. O tratamento da água e a economia de consumo são nestas duas áreas de produto preocupações centrais.

EXISTE ALGUMA POLÍTICA AMBIENTAL APROVADA PELA EMPRESA, COM OBJEC TIVOS DEFINIDOS E METAS AMBIENTAIS QUANTIFICADAS?

Estamos com um processo de certificação de Responsabilidade Social em curso, que abrange as temáticas ambientais também. Por isso, iniciamos recentemente o levantamento dos indicadores com que vamos medir a nossa evolução futura.

QUE TIPO DE ANÁLISE FAZ DO SECTOR DA CONSTRUÇÃO ACTUAL E QUE MEDIDAS CONSIDERA SEREM IMPORTANTES TOMAR?

A nova legislação trouxe exigências positivas. Mas pensamos que só daqui a alguns anos se vai sentir um alcance mais significativo destas mudanças. A retoma do sector, que deverá acontecer a partir do crescimento da reabilitação associado às novas condições térmicas e energéticas a que os edifícios terão que responder, trará uma nova lógica para o sector da construção. São necessários estímulos políticos para dinamizar esta retoma. Criar condições para expandir e tornar sustentável o mercado de arrendamento é um dos caminhos a abrir neste sentido.

ESTANDO A ECOEFICIÊNCIA MUITAS VEZES LIGADA À SUSTENTABILIDADE, PODERÁ SER ESTE UM NOVO MEIO DE AUXÍLIO DE RECUPERAÇÃO DO MERCADO? PODERÁ RELANÇAR DE ALGUM MODO O INTERESSE EM FAZER OBRAS EM CASA?

A necessidade da eco-eficiência e uma nova consciência sobre a utilização do território são realidades incontornáveis. Vão fazer com que as pessoas olhem para o que está construído com um olhar diferente. As obras de adaptação aos novos padrões ambientais e de conforto vão ser encaradas à medida que as pessoas adquiram capacidade financeira para as fazer.

EXISTE ALGUMA NOVIDADE RECENTE OU PREVISTA FUTURAMENTE QUE GOSTASSE DE DIVULGAR?

Em média, as casas de banho consomem 35% da água gasta numa habitação. Com algumas pequenas medidas, uma família de 4 pessoas, pode facilmente reduzir o consumo em 140 mil litros sobre um consumo médio de 650 mil litros gastos anualmente. Num ano podemos poupar: 1.000 litros substituindo uma torneira que pinga uma gota por segundo; 20.000 litros se os quatro membros da família reduzirem em 1,5 litros em cada duche; 146.500 litros se forem utilizadas as torneiras com cartuchos ecológicos, possibilitando a regulação de caudal e temperatura em simultâneo; 23.000 litros se forem aplicadas loiças sanitárias de última geração com cisternas de descarga dupla de 2,5 / 4 litros.

Com estas preocupações, a Sanitop apresenta em 2010 soluções tecnológicas inovadoras nas marcas VITRA, KWC, HANSA e KALDEWEI.

Em relação às reduções de consumo, importa realçar que não basta reduzir a capacidade do tanque ou cisterna, é necessário desenvolver características técnicas na própria loiça para que a descarga seja realmente eficiente.

Quanto às torneiras, os cartuchos ecológicos Hansa foram os primeiros no mercado a combinar poupança de água e de energia. Também a KWC apresenta este ano um novo cartucho na série AVA, com a tecnologia coolfix – smart energy saver tm, explorando um novo paradigma de utilização do monocomando, orientado para a economia energética.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: